MERGULHO NA ILHA DA QUEIMADA GRANDE

A Ilha da Queimada Grande é um ponto de mergulho em São Paulo que merece estar entre os melhores mergulhos do Brasil. Também chamada de Ilha das Cobras, está localizada a 35km da costa de Itanhaém e é formada por rochas, sem praias ao seu entorno, não tem como desembarcar. As saídas de mergulho com a equipe da Bora Mergulhar zarpam de Peruíbe, num barco de mergulho especialmente preparado para chegar em segurança na Ilha.



O nome Queimada Grande surgiu a partir da técnica de atear fogo na mata costeira para afugentar as cobras, que lá existem aos montes. Mas calma, essas cobras só ficam em terra firme, não vão até você durante seus mergulhos, fique tranquilo!


Vida marinha na Ilha das Cobras, ou Ilha da Queimada Grande:


Durante o trajeto é comum a avistar de grupos de golfinhos e baleias de Bryde. Ela também é famosa pelos cardumes de peixe de até 50kg, conhecidos como Caranhas (Lutjanus cyanopterus), e pela passagem de raias mantas durante os meses de inverno. Muitas espécies de peixes e enormes cardumes são presença garantida neste ponto de mergulho. Pela distância que está da costa, você verá peixes bem maiores do que está acostumado quando mergulha nos pontos de mergulho mais próximos.


É na Ilha da Queimada grande que está situado o recife de coral mais ao sul do Oceano Atlântico. Em alguns locais é possível observar corais em forma de longos tubos, são os Madracis decactis, com mais de 5 mil anos de existência. Na Ilha da Queimada Grande também avistamos imensas colônias de coral-cérebro (Mussismilia hispida).


Suas águas são repletas de budiões, salemas, frades, donzelas, moreías e outros peixes, mas o que realmente impressiona é a quantidade acima do normal de tartarugas, das espécies verde e de pente. Existe ainda grandes chances de você se deparar com raias prego e chitas em suas imersões.


Pontos de mergulho e certificação para mergulhar na Ilha da Queimada Grande


As profundidades nos pontos deste destino podem variar de 6 a 30 metros, e a visibilidade varia muito em função das correntes e condições climáticas, alcançando 20 metros nos melhores dias. Ao longo do ano, a temperatura média da água gira em torno dos 22ºC, podendo chegar aos 27°C, entre meados de janeiro até a chegada do outono.


A maioria da vida marinha fica mais próxima de onde bate o sol, a até 15 metros de profundidade aproximadamente. Um curso básico de mergulho seria o suficiente para qualquer ponto de mergulho na Ilha das Cobras, mas neste caso existem naufrágios e um paredão de 25 metros que vale a pena conhecer por completo. Recomendamos que você faça um curso de mergulho profundo e um curso de naufrágio, e que leve uma lanterna subaquática para este ponto. Veja os pontos mais conhecidos e suas peculiaridades:


Continue lendo sobre mergulho na Ilha da Queimada Grande ou assista este vídeo que fala sobre um dos cursos recomendados neste post, mergulho em naufrágio:



  • Saco do Bananal (de 06 a 18m): rica vida marinha, e mergulhadores com curso básico de mergulho já estão aptos para explorar este ponto de mergulho.

  • Naufrágio Tocantins (8 a 20m): cargueiro com 114 metros de comprimento que se chocou contra a Ilha em 1933. Todas as caldeiras encontram-se intactas e podem ser visualizadas durante o mergulho. Visitar este naufrágio é realmente emocionante e inesquecível, pela sua grandiosidade, mistério e vida marinha ao entorno. Mergulhadores básicos podem descer até os 18 metros e visualizar as maravilhas deste naufrágio visto de fora, mas com um curso específico é possível penetrar neste imenso cargueiro naufragado.

  • Naufrágio Rio Negro (10 a 20m): um vapor de madeira que naufragou em 1893. Por se tratar de um navio de madeira e estar afundado a muito tempo encontra-se no bastante desmantelado, em profundidades variando de 8 a 20 metros. Ainda é possível ver partes dos motores, caldeiras de vapor, cavername do casco e âncoras antigas. É um mergulho bastante seguro, há poucos pontos de enrosco e praticamente não há pontos de penetração, ou seja, é um mergulho fácil.

  • Saco do Farol (12 a 30m): Rica vida marinha com peixes e corais, para ir mais fundo é preciso ter o curso de mergulho profundo.

  • Paredão (até 25m): rica vida marinha, para ir mais fundo é preciso ter o curso de mergulho profundo. Este ponto só é acessado por mergulhadores quando as condições climáticas permitem.

Melhor período do ano para mergulhar na Ilha da Queimada Grande Entre novembro e março ocorrem as melhores condições de visibilidade com temperatura da água próxima dos 24°C (até 15m de profundidade). Nessa época também ocorre uma forte termoclina e a temperatura da água pode chegar a menos de 18°C em profundidades maiores que 15 metros. A passagem das termoclinas de águas frias nos permitem ver o espetáculo de grande quantidades de peixes que migram para o raso, em busca de temperaturas mais amenas. Entre março e outubro a temperatura da água varia entre 18°C e 20°C e a visibilidade também é menor. No entanto, é nessa época que as raias mantas estão de passagem pela região, então basta definir um objetivo e agendar seu mergulho na Ilha da Queimada Grande. Saídas de mergulho para a Ilha da Queimada Grande Consulte a equipe Bora Mergulhar para agendar sua saída e reservar seu lugar o quanto antes!

85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo